Dois grandes artistas plásticos nos dão quatro boas notícias

Paris, 6 de maio de 1939: nasce Rodrigo de Haro, poeta, mosaicista, pensador, artista multifacetado. Filho do pintor clássico Martinho de Haro, ele veio para o Brasil naquele mesmo ano. Construiu sua vida e obra na Lagoa da Conceição, onde mora, e é considerado um dos grandes artistas da história de Santa Catarina.

Quem compartilha o mesmo endereço e muito da história de vida de Rodrigo é Idésio Leal, artista plástico de 57 anos. Ele conheceu Rodrigo em 1980, no teatro Adolpho Mello, em São José, quando Rodrigo trabalhava na decoração do local. Já são 40 anos de uma parceria que marcou a arte catarinense e um exemplo são os mosaicos da reitoria da UFSC, uma enorme obra de mais de 70 metros quadrados que conta a história das Américas através de relatos de viagens, crônicas pré-colombianas, lendas amazonenses, literatura colonial e poemas de autores contemporâneos. A obra – e aqui a primeira boa notícia – será ampliada em breve.

Idésio Leal (esquerda) e Rodrigo de Haro (direita). Mosaico na reitoria da UFSC

Outra obra que se destaca é o mural pintado em tela, no qual é representado o momento em que Jesus entrega a Pedro as chaves da Igreja. É um trabalho de 4×4 metros, realizado sob a encomenda de Rafael Greca, prefeito de Curitiba, que está exposto no altar-mor da Igreja de São Pedro de Umbará, na capital paranaense.

Rodrigo de Haro, finalizando a tela de Jesus entregando as chaves da Igreja a Pedro

Rodrigo, que por sua idade está no grupo de risco, vive de quarentena desde meados de março, no início da pandemia do coronavírus. Continua manuseando os livros, produzindo suas obras, mas isolado e tomando todos os cuidados necessários.

Dentre os projetos em que ambos vêm trabalhando juntos destacam-se dois murais. O primeiro, de autoria de Idésio, será construído – essa é a segunda boa notícia – no colégio municipal Henrique Veras, na Lagoa da Conceição. O projeto substituirá outro mural que já era da autoria de Idésio que acabou ruindo com as obras de reforma na escola.

Projeto do mural de Idésio Leal, no colégio Henrique Veras


A terceira boa notícia é que um mural de autoria de Rodrigo será feito na praça Renato Antônio de Souza, na Avenida das Rendeiras, um dos principais pontos da Lagoa da Conceição. As obras já foram aprovadas pela prefeitura de Florianópolis.

Projeto de Rodrigo de Haro, que será construído na Avenida das Rendeiras

Questionado sobre as expectativas dele e de Rodrigo de Haro sobre o futuro, Idésio é otimista:
“As expectativas são grandes, a vida é sempre um recomeço. Agora temos nossos projetos parados devido ao momento difícil, mas logo isso haverá de passar e colocaremos nossos projetos em prática”, conclui. A quarta boa notícia – e mais importantes delas – é que Rodrigo e Idésio estão bem de saúde e continuam com muita vontade de trabalhar.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s