Tubarão inova com vacinação em Drive Thru e suspende campanha em seguida por falta de doses

Por Ana Luíza Cardoso e Laura Remesso

Apesar de não proteger contra o novo coronavírus, o Ministério da Saúde determinou a antecipação da Campanha de Vacinação contra a gripe (influenza) para imunizar as pessoas e evitar outros adoecimentos comuns com a mudança de estação. As vacinas acabaram rápido, mas o município inovou com o sistema de Drive Thru, onde a pessoa não precisava sair do carro para ser vacinada.

Créditos: Laura Remesso

A manhã desta segunda (23) teve registros de fila para vacinação após adiantamento da Campanha de Vacinação contra a gripe, mas em algumas cidades do sul do estado a mobilização já está suspensa pela falta de doses da vacina. Em Tubarão, as cinco mil doses disponibilizadas acabaram por volta das 12 horas. O mesmo ocorreu no município de Criciúma, que emitiu uma nota esclarecendo a falta de doses para aplicação.

Nesta primeira etapa, os idosos de 60 anos ou mais e profissionais da saúde foram os escolhidos para serem vacinados. No entanto, apesar das poucas doses disponíveis, o que chamou atenção em Tubarão foi o sistema de Drive Thru adotado pela Fundação Municipal de Saúde. A medida foi adotada por oferecer mais segurança, pois não permitia contato entre os pacientes – o que tem sido evitado com a pandemia do Covid-19.

A cada carro que se enfileirava na rua, profissionais da saúde realizavam uma triagem rápida e sinalizavam com um comprovante fixado ao vidro do carro que havia algum idoso habilitado para ser vacinado. Em seguida, o mesmo carro passava pela equipe que aguardava dentro do Drive Thru e, neste momento, o idoso era vacinado. Vilmar Lauro de Souza, de 71 anos, está entre os pacientes que conseguiu receber a dose da vacina e reconheceu a eficácia da estratégia adotada. “Eu, como sou idoso, me senti bastante protegido e gostei bastante da iniciativa. Achei menos cansativo do que esperar nas filas como normalmente”, revelou o aposentado.

Prefeitura de Tubarão inova e vacina idosos contra gripe no sistema de Drive Thru. Em seguida a vacinação foi suspensa por falta de doses, que precisam ser enviadas em maior quantidade pelo Ministério da Saúde.

Falta da vacina

Já para os que não conseguiram se vacinar, a expectativa é de que a próxima remessa, com novas doses, chegue ainda nesta semana. De acordo com a Fundação Municipal de Saúde de Tubarão (FMS), o Ministério de Saúde havia enviado, até este domingo (22), apenas 38% das doses necessárias para atingir a cobertura vacinal do primeiro grupo prioritário.

Daisson José Trevisol, diretor-presidente da FMS, lamenta o ocorrido e pede cautela neste momento. “Estamos em contato permanente com a vigilância estadual e com o Ministério. Neste momento, somos obrigados a suspender a campanha. Reabriremos os postos de vacina assim que chegar a nova remessa de doses”.

A vacina protege contra o Covid-19?

A vacina ofertada protege contra os vírus H1N1, H3N2 e o vírus do tipo B, que são mais recorrentes. Não há vacina para o coronavírus. De acordo com o Ministério da Saúde, as 75 milhões de doses deverão auxiliar os profissionais da saúde a descartarem outras gripes na triagem de casos para o novo coronavírus, como salienta a gerente de Saúde da Fundação Municipal de Saúde de Tubarão, Chaiana E. Mendes Marcon. “Quanto mais estivermos cientes que a população está imunizada contra essas gripes, teoricamente já são descartadas essas patologias, ficando apenas a suspeita da síndrome gripal comum ou para a Covid-19”.

Etapas de vacinação

Créditos: Laura Remesso

Nesta primeira fase, a vacina e para idosos com mais 60 anos e profissionais de saúde. A partir do dia 16 de abril, começa a segunda etapa, onde os professores, profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas e outras condições especiais receberão a dose da vacina. Em seguida, a campanha alcança sua terceira fase, que inicia no dia 9 de maio. Neste momento, o município passa a vacinar crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas (até 45 dias depois do parto), indígenas, adolescentes e jovens do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos de idade.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s